domingo, 15 de janeiro de 2012

Primeiro registro do ano.

Faz tempo, demorei, mas não importa. Os desejos são os mesmos!


    Oi queridos,


  Como todo e qualquer fim de ano, a gente se volta para questionamentos, análises e desejos de felicidade. 
  Felizmente, fui abençoada e tive a oportunidade de fazer tudo isso durante todos os dias deste ano. Eu decidi assim: com minhas crenças e convicções, o ano número 9 seria de encerramento de ciclos e não mais o pior ano da minha vida. 2011 seria o ano do autoconhecimento, do movimento para o ano número um...
   E foi. Não vou contar sobre a longa caminhada, sobre os pés descalços e todas as bolhas. Nem sobre a quantidade de palavras, sorrisos e lágrimas a muitos dispensados, encontros, despedidas e sentimentos muito mais construídos do que arrebatados.
   Sem dúvida, tive uma das melhores sensações neste ano: a de me reconhecer e manter a vontade de me reencontrar todas as manhãs, sem vergonha ou constrangimento em relação aos passos que dei. 
  Posso fazer uma lista de desejos e tudo que gostaria imensamente que pudessem compartilhar comigo. Mas há pouca diferença do que desejei durante todos os dias de 2011.
   Hoje compreendo melhor sobre as nossas dificuldades e talvez como lidar com elas. Entendo que isso também é diferente para cada um de nós, afinal de contas, o trajeto que cada um tem de fazer não é o mesmo - mas penso que nos dá passagem para os mesmos lugares se assim desejarmos que seja. A diferença está naquilo que levamos na bagagem.
   Espero com a mesma força de sempre, que possa experimentar com sabedoria tudo aquilo que deseja e que consiga ser inteiramente gentil com suas vontades, mas que tenha sensibilidade para notar que talvez o outro tenha sonhos tão grandes quanto os seus. 
   A mudança dói, exige esforço, dedicação e vontade. É como tudo na vida, uma escolha. Escolher mudar e ser melhor a cada dia é uma tarefa dura, mas das melhores que já experimentei. 
   No fundo, desejo isso para o mundo! O velho exercício do fechar os olhos e olhar para dentro. E principalmente, que essa prática não o cegue ou o torne egoísta o bastante, impossibilitando de olhar para o lado e ser melhor para o próximo.
  Ainda que escolhesse as melhores palavras, elas não bastariam para agradecer. Isso mesmo. Quero agradecer por você fazer parte da minha trajetória e permitir que eu dividisse um pedaço do que eu fui e daquilo que um dia ainda espero ser. Obrigada por ser parte evolutiva desse processo.
   Alguns mais perto que outros, mas todos fazendo parte um da vida do outro como tem de ser. 
Como toda menina sagitariana, fogo, transbordando e cheia de excessos, escolho os ‘sempres’: e é assim que vocês fazem parte de mim. Dei-lhes a importância do tamanho que meu coração desejou que assim fosse e acho bom ser capaz de lembrar inclusive o porquê disso... 
   Não consegui escrever antes, mas desejo que todas as reflexões natalinas, os sonhos de amor e paz façam parte também deste ano que se inicia. Que vocês tenham muitos motivos para sorrir e agradecer.
   Que consigam expulsar um pouco dessa ansiedade meio adolescente que nos pertence em épocas festivas, e que enxerguem e explorem o que realmente importa na vida.
  Agradeça! Tudo bem: cante, grite, vibre com os fogos, mas agradeça! Por todas as oportunidades, por todas as bênçãos, por ser possível fazer parte disso.
   Vocês sempre farão parte das minhas orações. Contem comigo em 2012: mais forte, mais sorridente, mais calejada, mais cheia de vontade, mais disponível, mais feliz, mais compreendida e sem dúvida, mais compreensível... (mais magra, com inglês muito mais decente, muito mais bailarina... Rá! hahaha).
   Distribuam amor, sejam amáveis, espalhem cuidado, vibrem com as possibilidades e permita que a vida sorria para você. 
   Faça e seja mais para não receber apenas os picados. Continuo não gostando de metades...             
   Lute  e acorde  pronto para se superar  todos os dias.  Se um dia ou  outro isso falhar,  tudo bem,  encarar com dignidade as dores e fraquezas também faz parte da nossa evolução.                                                                    
   Emane verdade, siga pelo caminho da luz!
   Como estarei longe, estou me antecipando, mas os desejos são contínuos...
   Todo meu amor em todos os anos que ainda estão por vir.
   Feliz resto da vida e 2012! :)




Thaís


Um comentário:

Luzia Medeiros disse...

Desejo que o seu castelo interior esteja mais cheio de amor agora em 2012, muitas luz, muita paz.

Beijos.