sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Há alguns dias...

Eu nem sei por onde começar. Até porque nem sei onde é que ficou o começo, onde tanta coisa mudou...
Mas lembro perfeitamente do dia em que decidi abrir mão de algumas coisas para viajar, para ir em busca do que naquele momento, nem eu mesma sabia bem o que era, além de um curso de inglês.

Uma coisa era certa, eu nunca deixaria para trás, pessoas.

A gente faz planos, a gente deseja, a gente sonha. Como eu sou sonhadora!

Eu esqueci de me lembrar que inclui seres humanos nos meus sonhos, esqueci de que as pessoas se confundem, se enganam e enganam os outros também.

Há alguns dias eu só queria realizar desejos, planejar ainda que fosse sozinha, e provar alguma coisa pra mim mesma...

Naquele tempo, que nem faz tanto tempo assim, eu me dividia em duas: a que estava lá, e a que estava aqui, porque de fato, um pedaço do meu coração ficou, e o resto dele nunca desejou viver tanta coisa nova sozinha.

É algo como quando a gente vê uma coisa nova e pensa: ahhh, como eu gostaria que fulano estivesse aqui e vivesse isso junto comigo! Isso fez parte de mim o tempo todo.
Era um pouco maior, porque é impressionante como tudo na minha vida, transborda, parece o dobro.

E aos quadrados eu acreditei, inclusive no tempo.

Como pode um castelo de repente desmoronar?